Resenha: Cinquenta tons de cinza – E. L. James

– Anastasia, você tem que seguir sua intuição. Faça a pesquisa, leia o contrato. Terei muito prazer em discuti-lo com você… Ligue para mim. Quem sabe a gente pode jantar na quarta-feira? Eu quero muito fazer isso dar certo. Na verdade, nunca quis tanto uma coisa quanto quero isso.

E lá vamos nós, para o maior bum do momento, Cinquenta tons de cinza, mega sucesso, mas e então? Será que o livro é tudo isso mesmo?

Christian Grey, rico, bonito e perturbadoAnastacia Steele, bobinha, atrapalhada e virgem. Anastacia… Ana, vai ter que substituir sua amiga Kate na entrevista ao mega dominador Christian Grey para o jornal da faculdade, tropeçando nos próprios pés Ana entra na sala de Grey e assim surge uma atração forte entre os dois.

Tudo parece ótimo, um lindo homem interessado nela, passeio de helicóptero, que coisa romântica, sua primeira grande noite promete! Mas para começar ela tem que assinar um contrato de confidencialidade para depois disso conhecer o verdadeiro Christian Grey, se entregar e fazer um bom sexo baunilha, para começar, já que ela é virgem.

Mais um contrato é entregue para que ela o estude com calma, se quiser ter um relacionamento com Grey, ela deverá aceitar esse contrato cheio de condições nada convencionais, que envolvem o Quarto Vermelho da Dor, ser castigada se fizer algo que ele não goste e momentos com chicotes, algemas, palmadas e todo o resto que envolva prazer e dor.

Ana e Grey vão se conhecendo e se apaixonando, ele começa a quebrar algumas de suas próprias regras e ela enfim aceita o contrato de Grey, mas até onde ela vai suportar ir, e até onde Grey vai aguentar continuar com isso?

O livro é narrado pela própria Ana, até metade do livro achei ele muito parado e a escrita é bem fraquinha… Gostei bastante das partes dos emails trocados entre Ana e Grey, pois eram os momentos em que Ana mais falava, ela cara a cara com o homem não conseguia formar nem uma frase.

Não vou comentar, muito, sobre o fato de Ana levar uma surra de Grey cada vez que faz algo errado, tudo bem, isso é apenas um livro… Cada um tem um gosto e levar uma surra não é um dos meus, mas temos que aceitar que tem quem goste disso.

Pra mim Grey ainda é um enigma, ele tem esse lado todo sado dele, não gosta que toque nele, mas em vários momento é fofo, atencioso, brincalhão, dá pra entender? Isso me deixa curiosa.

E eu vou confessar que eu tenho um sério problema de curiosidade muito aguda, então eu vou querer ler o restante da série para saber o que vai acontecer com Christian Grey e Ana, mas espero muito que os próximos livro melhorem e claro que eu espero um final feliz nessa trilogia.

Então agora que já eu li esse livro, não vejo qual foi o motivo para tanto alvoroço, a escrita não é das melhores, Ana é uma chata e ainda leva umas surras, tem cenas de sexo que também não estão entre as mais fortes, então, não tem nada que já não tenha sido publicado alguma vez e senti falta de emoção, durante um bom tempo da leitura eu não senti nada. Mas e agora? Eu vou continuar lendo a série?? Vou sim, a minha curiosidade é mais forte e da maneira como o livro acabou eu quero saber como continua.

Se você também tem curiosidade, leia, lembrando, tem cenas de sexo e palavrões e não vá esperando o romance arrebatador do ano. Apenas divirta-se com a leitura.

Comentários Aleatórios:

  • Fanfic de Crepúsculo, acho que com isso era pra mim ficar longe, não sou fã de Crepúsculo… mas não resisti.
  • Revirar os olhos, morder os lábios e deusa interior… ó raios, não aguento mais ler isso, é muita repetição no livro.
  • Grey tem um sério problema com comida e autora também, é o tempo todo, já comeu? tem que comer? você não comeu nada…
  • Vai virar filme… ainda não sei se isso é bom ou ruim.
  • segundo volume já saiu agora dia 15/09 e o terceiro sai em novembro.
  • Parabéns as editoras que estão trazendo mais romances eróticos para o Brasil!!!

Informações do livro:

  • Editora: Intrínseca
  • Autor:  E. L. James
  • Número de páginas: 480
  • ISBN: 978-85-8057-218-6

Sinopse:

Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seus próprios termos.
Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso – os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…
Romântica, libertadora e totalmente viciante. Uma história que vai dominar a atenção do leitor até a última linha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *